O Que Há de Novo, Scooby-Doo?
Segunda à Sexta: 12h55 e às 13h20

Que Legal, Scooby-Doo!
Aos Domingos: 08h35

Scooby-Doo Cadê Você?
Segunda à Sexta: 09h00 e às 21h00
Sábado e Domingo: 11h00 e 23h00

Que Legal, Scooby-Doo!
Sábado e Domingo: 10h00 e às 19h30

O Que Há de Novo, Scooby-Doo?
Diariamente às 17h30 e 24h40

Scooby-Doo! Mistério S/A
Diariamente às 04h25 e 23h15
Segunda à Sexta às 19h30


Home > O Desenho > Curiosidades Pág. 2

O PROCESSO DE ANIMAÇÃO

Como aconteceu com todas as animações de televisão no final dos anos 60, Scooby-Doo, Cadê Você? foi criado por meio de um processo chamado animação "limitada" ou "planejada", inventado uma década antes por Bill Hanna e Joe Barbera.

Diferente da animação total, a animação limitada não necessita de um desenho completamente novo para cada quadro do filme. Apenas a parte da personagem que realmente precisa se mover - quer dizer, um braço ou cabeça ou perna - se move na verdade, ao passo que o restante da figura continua parado. Isso é realizado com a separação da personagem em diferentes "células" - páginas de acetato ou celulóide nas quais as figuras são pintadas e, então, fotografadas. A célula de baixo pode conter o corpo da personagem, ao passo que a célula de cima pode conter o braço ou a cabeça, ou qualquer parte que precisa se mover.

Muitas das primeiras personagens de Hanna-Barbera usavam gravatas ou colares para que a separação entre as células do corpo e as células da cabeça não fosse aparente, e seus rostos eram geralmente desenhados com focinhos para que a boca pudesse ser animada em uma célula separada.

Porém, nesse desenho, nenhum dos personagens tinha esse tipo de separação facial. Iwao Takamoto, quando entrevistado disse: "Quando eu desenhei as personagens do cão e dos adolescentes também, me tornei o mais visado dos animadores, pelo fato de criar personagens que não tinham aquelas linhas de focinho. Isso influenciou a animação porque ficou um pouco mais completo".

Scooby-Doo, Cadê Você? se tornaria o padrão para um estilo mais completo de animação para televisão que jamais havia sido visto. A animação para televisão tem progredido consideravelmente desde os princípios da animação limitada, ao passo que o método de criar um programa ainda continua o mesmo:

Roteiro

Cada episódio de meia hora é escrito na forma de roteiro.

Storyboard

O roteiro é reproduzido em um storyboard, no qual as falas adicionais são incluídas.

Gravação de Voz

O elenco de voz original de Scooby-Doo, Cadê Você!, incluindo o falecido Don Messick como Scooby-Doo e o DJ Casey Kasem como Salsicha, bem como Frank Welker, o único membro do elenco que permaneceu com a franquia. No desenho Salsicha e Scooby-Doo Atrás das Pistas!, ele não é somente a voz de Fred, que tem feito desde 1969, mas agora também faz a voz de Scooby-Doo.

Layout

O episódio é colocado ou separado em cenas sobre o papel. Essa fase da produção inclui a encenação da ação e o desenho dos "cenários", objetos de cena e quaisquer novas personagens necessárias para o episódio.

Animação

O diretor passa o trabalho para os animadores, que desenham as cenas e sincronizam as bocas com as vozes gravadas. Nos dias virtuais de hoje, toda a animação para televisão usa estúdios no exterior, e o estilo é muito menos limitado do que costumava ser. O estúdio de Salsicha e Scooby Atrás das Pistas! é o Digital eMation, Inc., com base na Coréia.

Tinta e pintura

Antigamente, os desenhos de animação eram tracejados com tinta e depois pintados (no verso) em folhas claras de acetato; hoje, os desenhos são escaneados e coloridos digitalmente.

Pós-produção

A animação é amplamente "pré-editada", o que significa que não haverá diferentes tomadas de uma cena apresentada para que o editor corte. Ainda assim, pode haver a necessidade de alguma edição. A pós-produção também inclui a adição de música e efeitos sonoros.

"A animação Salsicha e Scooby Atrás das Pistas! continua a ser criada manualmente", disse o supervisor de produção Eric Radomski. "A continuidade da produção - cor da personagem, pintura de cenários, composição do filme, edição, música e efeitos sonoros - é feita digitalmente, e ocasionalmente incorporaremos alguns efeitos de câmeras 3-D".

Redigir e dividir uma história em episódios de meia hora leva cerca de quatro semanas, em média. A partir da fase do roteiro final, leva-se cerca de seis meses para colocar o episódio no processo de produção. É claro que a produção dos episódios se sobrepõe - muitos acontecem em uma fase ou outra do processo em dado momento.

Texto produzido por Elisa Rodrigues. Colaboradora Deoos TV

Anterior 1 2 3 Próximo